top of page
  • Foto do escritorVanessa de Paula Melo

O anjo que me salvou de um perrengue danado

Atualizado: 30 de jul. de 2022



Na vida sempre temos nossos imprevistos, aquelas coisas que acontecem sempre de última hora. E na Facilitação Visual não poderia ser diferente, ainda mais quando o evento é ao vivo, em tempo real. Ah, aí tudo pode realmente acontecer! Vou contar um pouquinho de um dos perrengues que passei em 2021. Fui fazer a facilitação visual de um evento presencial híbrido, na cidade maravilhosa, e sempre gosto de chegar, pelo menos, uma hora antes do início. Por sorte ou dedicação, nesse dia cheguei até mais cedo. Do contrário acho que o perrengue ia ser muito maior. Sempre levo os títulos prontos pra adiantar, só que naquele dia perdi tudo o que preparei antes! Quando cheguei ao local constatei que a lousa para fixar os papéis era pequena, que agonia, meu Deus! Bom, mas fui verificar. Não deu outra, sobrava papel em cima, papel em baixo, papel dos lados, Jesuis, era tanta sobra e agora? O que fazer? Pensei: vai dar tempo de preparar tudo de novo? Respirei, acalmei, assentei as bolhas e bora trabalhar.


Naquele dia em todos os outros não estava só. Meu anjo da guarda estava ali ao meu lado! Sabe aquele anjo que coloca seu evento pra funcionar? Sim, aquele responsável por toda a parte técnica mesmo, que vê as luzes, o som, os vídeos, quem entra no online, etc? Que fica lá naquela casinha escondida, e ninguém vê? Pois é, mas ele vê todo mundo que tá precisando de ajuda! Até a facilitadora que estava em um perrengue danado. Nessas horas é que a gente percebe como é importante se prevenir. No meu caso com papel reserva.

Fomos espalhando papéis no chão, colocando fita. Fixava uma na lousa, fazia um novo título, enrolava, deixava guardado na sequência, partia pra outro, até que terminamos tudo a tempo e ninguém percebeu nosso perrengue. Porque, claro, precisa nessas horas ter jogo de cintura, agilidade, controle e segurança daquilo que está fazendo. No final tudo deu certo e o resultado foi um painel maravilhosos com 4 metros de comprimento, como na foto.

Eu não teria conseguido sem a ajuda desse grande homem em todos os sentidos, literalmente ele devia medir quase 2m de altura e que ajudou muito na hora de colocar os painéis na lousa.


Obrigada aos meus anjos da guarda que me acompanham por aqui! E até o próximo perrengue, ops, rabisco!



Vanessa de Paula é jornalista e uma facilitadora visual que transforma palavras e imagens em ideias simples e criativas.

7 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page